"Ter filhos e criá-los é cada dia gerar e pari-los outra vez, sem descanso."
Lya Luft, Perdas e Ganhos.

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Algumas reflexões.

Ando bem pensativa esses dias. Ontem mesmo conversei com uma amiga que mora em São Carlos sobre isso. A Adriana é minha amiga apesar de nunca tê-la visto, temos uma relação bem especial. Conheci a Dri quando estava grávida da Clara e ela esperava por Sofya, a menina de olhos lindos, e desde então mantemos uma grande amizade. Adriana é o tipo de pessoa que sempre tem uma palavra amiga, que se culpa por pouco, que acredita que sempre poderia fazer mais. Apesar de fazer tudo pelas duas filhas e sempre sozinha. Ela me conhece só pelas minhas palavras nos emails e MSN, tamanha afinidade.
Dri foi uma pessoa que quando vivi um momento bem difícil com a Fernanda, ela não mediu esforços para conseguir meu telefone e me mandar mensagens de carinho e fé. E ela nem imagina como isso foi importante pra mim. Mas porque eu falo isso?

O aniversário da Fernanda está se aproximando e apesar do pequeno e simples bolinho que farei pra ela, eu estou preocupada com a lista de convidados. Tive problemas em anos anteriores por ter que priorizar algumas pessoas. Na época isso me chateou bastante, porque eu não poderia chamar todas as pessoas que eu gostaria, e pensava que teriam consciência disso, afinal tratava-se de uma festa infantil.

Hoje em dia aqui em casa temos a seguinte opinião, convidamos todos para evitar esse tipo de problema, mesmo a contra gosto. Afinal sempre faço comemorações para confraternizar com os meus a conquista de mais um ano de vida, seja meu ou da minha família. E o que me deixa chateada, é que apesar disso algumas pessoas que tenho que convidar, não ligam e nem procuram saber como as minhas filhas estão, sem a menor consideração, não passam de desconhecidos. Quando acima citei a Adriana, foi porque na mesma época, pessoas que estão mais perto de mim nem me ligaram pra saber como minha filha estava, se eu precisava de alguma coisa... ou simplesmente para dizer que estavam ali. Nada!
E até hoje é assim. Nesses momentos difíceis é que descobrimos que são os verdadeiros amigos (só um parêntese, minha madrinha que foi de uma ajuda incrível estava sempre lá, dividindo o trabalho, conversando ou apenas se mostrando ali presente e meus dois primos Junior e Alex que apesar de não temos muito contato, foram dois que na época me deixaram emocionada com o carinho e a disposição em me trazer um pouco de tranquilidade e força, apesar do momento bastante complicado senti falta de pessoas que julgava ser importantes pra mim). Quero deixar claro que não estou falando de uma pessoa específica.

Penso que nessas ocasiões eu deveria fazer o que me agrada e dá prazer, ao invés de priorizar só o bom convívio. Quantas vezes recebi pessoas que nem me olhavam ou nem me cumprimentavam para agradar um ou outro, por causa do famoso "bem estar". Como desta vez tudo será por minha conta e risco, resolvi seguir meu coração. Já disse isso muitaz vezes ao meu marido: "Não nasci e nem quero ser santa, só espero ser justa." Desejo não ser mal compreendida com esse pequeno desabafo.

Este texto não é uma indireta, ou direta para ninguém. Escrevi apenas para relatar fatos que acontecem e que não são exclusividades minha. Sei que tem pessoas que leem o blog e que podem interpretar de outra forma gerando fofoca. Eu não usaria o meu espaço para mandar recados, o que preciso resolver, procuro sempre fazer pessoalmente ou por telefone, para evitar mal entendido. Por tanto não passe o texto adiante e nem leve para o lado pessoal.

10 comentários:

Emm Semijoias e Bijuterias disse...

entendi perfeitamente o que você quis dizer. às vezes momento dificeis servem para que nós abrirmos nossos olhos para enxergar o verdadeiro sentido da vida, amigos e as possiveis soluções de obstaculos..Otimo texto..
Fique bem e otima semana
beijos

Liane disse...

Emília obrigada pelo comentário. Espero que a pessoa ao ler o texto também entenda.
Beijos pra vc

Adriana ,Sofya e Emanuelle disse...

Ai Liii , amo tanto vocês, e vc é mais amiga que mtas que tenho por perto,
Amigas de mtas vidas , com certeza!!

Ah, obrigada pelo SE CULPA por pouco.,...kkkkkk, hj chorei o dia todo de ter q manda-la com o dente quase caindo pra escola....kkkkkk

disse...

Liane, é realmente muito chato qnd precisamos fazer certas coisas a contragosto ou para agradar alguém. A gente acaba se desagradando profundamente, não? Seria ótimo se pudéssemos ser livres e estar perto de quem a gente realmente gosta e que realmente gosta da gente. O difícil é encarar as caras feias depois, os comentários, os tititis rs...

Algo que acontece muito comigo é que às vezes me desaponto com as pessoas por esperar delas atitudes que eu teria. É uma prática difícil não enxergar os outros apenas com as nossas lentes, porém, ao meu ver, fundamental para blindarmos nosso emocional.

Em tempo, já te adicionei no orkut. Veja meus cachinhos dps rs :)

Beijoss :*

Liane disse...

Dri você sabe o quanto te quero bem também. E a Clarinha com dente mole, aí mesmo é que ela vai, tenho pavor de arrancar dentes e lá eles fazem esse trabalho pra mim... kkkkkkkk
Te amo também!!!

Re que bom você por aqui!
Eu tenho me policiado bastante, hoje em dia aprendi, a duras penas, e não espero mais das pessoas, o que eu quero peço, se não gosto falo, não espero que o outro advinhe e se não concordar procuro com jeitinho falar. E se nada resolver...rs Eu me afasto mesmo! Antes isso que me aborrecer... é claro que tem momentos que nem sempre isso é fácil.
Eu não ligo muito para cara feia... mesmo porque é difícil que as pessoas cheguem até mim para reclamar porque foi ou não convidado para um lugar, ou se eu falei ou não dela... essas fofocas! Sempre chegam através de terceiros e isso sim, me deixa bastante irritada! Cobram dos outros algo que eu fiz,pior, reclamam com outras achando que estas devem chamar minha atenção. Isso é que me deixa irada...rs
Já fiquei me remoendo por ter que ceder a algo que eu não tinha vontade para agradar a A ou B. Tentarei a partir de agora conciliar, para que ninguém fique desagradado, nem eu nem as pessoas que de alguma forma de sentem ofendidas por atitudes minhas. Isso é uma batalha diária.

Beijos e obrigada pelos comentários.

disse...

Li, seria uma ótima vc me passar o telefone do marceneiro que fez os seu móveis rs :)

Estou na fase da pesquisa ainda, vendo preços, prazos, formas de pagamento, mas, como vc disse, nd de Casas Bahia. Nem de graça! rs =]
Toque a Campanhia para sofá não acho tão ruim, mas para armário já impliquei!!!

Esse teu marceneiro tem um precinho bacana??? rs... Oh, vida dura!

Beijos

Liane disse...

Re eu rodei muito antes de comprar meu sofá. Já foi no Extra Boulevard? Lá tem a Rio Decor e muitas opções. Acho que mais vale ficar com 1 sofá e pouquíssimos móveis bons do que vários ruins.

Te passo o telefone dele sim. O preço é bom, é mais caro do algumas lojas de móveis prontos, mas a qualidade é superior a elas! Na época que eu fiz não procurei em lojas de móveis planejados, fui direto nele, porque ele fez a casa da minha cunhada praticamente toda.
BEIJOS

Deia disse...

Linda, o tempo vai passando e nós vamos percebendo com mais clareza o sentido das coisas e da vida, observando quem são as pessoas que merecem fazer parte da nossa história.

Com o passar do tempo vamos aprendendo a não dar mais tanta importância a certas coisas e algumas pessoas. Siga seu coração, seu instinto materno, não se preocupe em agradar ninguém, preocupe-se apenas em ser vc mesma, verdadeira.
Em momentos especiais queremos ter pessoas especiais ao nosso lado, só isso.
Fico aqui na torcida para que tudo saia do jeitinho que vc está desejando.

bjs no coração

Liane disse...

Obrigada viu Deia! Seu comentário muito me ajudou.
Bjos

disse...

Li, ainda não fui ao Boulevard, mas pretendo ir lá sim. Pesquisa MODE ON com força TOTAL!

Beijoss :*

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...